Nas Areias de Zuran – Livro

Título: Nas Areias de Zuran
Autor: Penny Jordan
Editora: Harlequin Books
Edição: 100ª
Classificação:

regular

 

Amantes Do Deserto  /  Possuída Pelo SheikSinopse: Nas Areias de Zuran: A vida ensinou ao príncipe Vereham al a'Karim bin Hakar que é preciso ter um controle inabalável sobre suas emoções. Como soberano de seu reino, ele deve manter uma postura discreta, e até mesmo enigmática. Mas Vere não estava preparado para encontrar Samantha McLellan e ser seduzido por sua beleza e inocência. Abalado pelas chamas da paixão, ele entrega seu coração a Sam... Mas logo se arrepende, pois há indícios de que ela seja uma traidora de seu país! Agora, para retomar o controle sobre a situação, só lhe resta uma saída: chantagea-la... e fazer dela sua amante!

Possuída Pelo Sheik:Perdida no deserto, Katrina foi salva por um estranho cavaleiro e levada para seu luxuoso acampamento. Como ambos, se deixaram consumir pelo desejo, ele duvida que Katrina seja uma mulher respeitável. Mesmo assim, Xander jamais deixaria que outro homem a tocasse! E, para protegê-la, esse enigmático senhor do deserto está disposto a torná-la sua esposa.

Comentar, criticar e fazer resenha de romances de barraca é realmente um desafio e tanto. Primeiro porque é necessário resistir a tentação de compara-los com os últimos best-sellers que você leu. Segundo porque não tem nada de surpreendente para revelar sobre eles. Mas enfim, tentarei ser breve e sucinta.
Está edição de Penny Jordan está com uma capa caprichada (e bem caliente, ui) por ser a centésima edição de Harlequin da paixão (o nome da série de livretos). O livro de 311 páginas contém duas histórias bem semelhantes até, de jovens moças da Europa que vão a trabalho para Zuran e conhecem o grande amor de suas vidas.
Não posso dizer que as histórias são ruins. Nem que elas não acrescentam nada na sua vida, até porque tem umas partes em que as descrições sobre os costumes dos sheiks e a forma de vida das pessoas do deserto são bem interessantes. Entretanto eu senti falta de fundamentos para as histórias.
Minto: a resposta para tudo é o amor.  O cara vai te matar? Não se preocupe, o amor nós salvará. Nós nós odiamos? Há, só pode ser amor. Nós gostamos um do outro? Amor de novo. Não que eu não goste de romances, porque eu adoro, mas usar isso como fundamento para cada e qualquer problema deixa a história cansativa. Outra coisa que fez o livreto perder estrelinhas foi o fato de ser escrito na 3ª pessoa com autor onisciente, onipresente e todos os “onis” possíveis. Isso destrói totalmente o quesito “surpresa”, já que você sabe tudo sobre todos os personagem, o que eles pensando, o que eles fizeram, o que eles farão.
Mas por fim, foi uma leitura boa. Até porque estou empacada literalmente em A cidade a as serras de Eça de Queiros e estou preferindo ler até notícia sobre política ao continuar a ler aquele livro. E o pior é que eu tenho que fazer um trabalho sobre ele nem dá para abandonar.
Reclamações a parte, indico o livreto se você estiver a fim de dar uma arejada na cabeça e deixo aqui 3 estrelas para ele (Regular).

Nenhum comentário: